Revista A Ana Maria Braga
Clique e assine a Revista A
Vida PrŠtica

Ora, pois!

Conheço Portugal como a palma da mão e tenho certeza de que você, se ainda não visitou, vai correndo comprar as passagens depois desta matéria

Ana Maria Braga
Foto: Shutterstock
Bonde de Lisboa
Todo ano visito Portugal. Dá até para rimar: Portugal é um lugar especial. Já foram mais de doze idas desde que me curei, em 2002, de um câncer e prometi agradecer à Nossa Senhora de Fátima pessoalmente, na basílica que leva seu nome. Sempre fui uma mulher de muita fé e minha santa foi mais que uma proteção durante meu tratamento, foi uma verdadeira e boa amiga. Sua imagem peregrina até hoje visita minha casa, e eu a dela, lá na Europa. Por isso quis te contar um pouco sobre a terrinha.

O país de nossos primeiros desbravadores é tão maravilhoso que, além de cumprir minha promessa, aproveito sempre para conhecer novos cantinhos escondidos por ali. Entre todos os lugares, cidades, Estados, ilhas, restaurantes, hotéis, casas e espaços pelos quais já passei por lá, alguns são clássicos e ganharam um lugar especial em meu coração. Por isso, fiz esta seleção e divido com vocês agora um pouquinho de cada um deles.

 LISBOA

À margem direita do Rio Tejo e espalhada entre sete colinas está a capital de Portugal. É uma cidade cosmopolita que agrada a pessoas de todas as idades. E atrações não faltam, começando pela culinária que é variada e farta. Os doces são incríveis! Não deixe de provar o pastel de belém que tem bem pertinho do Mosteiro dos Jerônimos – outra dica para você colocar no seu caderninho. E não saia de Lisboa sem antes passar por Sintra e provar um “travesseiro” (pastel recheado com doce de ovos) e ainda dar um pulo em Cascais, onde as praias são surpreendentes, especialmente a Praia do Guincho, para quem curte pegar ondas.

PORTO

Ir a Portugal sem ir ao Porto é perder um pedaço da viagem! A cidade fica à beira do Rio Douro e, como o próprio nome diz, é a terra do vinho do Porto. Reserve um tempo para fazer um passeio pelo Centro Histórico. O casario colonial é lindo, e entre os becos estreitos pode-se descobrir deliciosos restaurantes. Mas dizem que o melhor do Porto está do lado de lá do Rio, que é a cidade de Vila Nova de Gaia, onde ficam as adegas. Indo para a região, não dá para deixar de visitar também as vinhas e, se possível, marcar um almoço em alguma das Quintas que existem por lá. Se quiser uma dica, sugiro a Quinta da Pacheca, que fi ca no vale do Douro. Ali tive o privilégio e plantar uma vinha que seguirá produzindo uvas por muuuuitos anos, para mais de 100!

ALENTEJO

Já fui ao Alentejo ver de perto a produção das rolhas de cortiça, extraídas das árvores chamadas Sobreiros. No ano passado, voltei àquela terra ensolarada para ver como se produz azeite de oliva extravirgem. Deparei-me com o maior olival do mundo e um azeite que, hummmmm, torna tudo o que é feito lá muito mais gostoso. Como se não bastasse, é no Alentejo que é feito o queijo Serpa, um queijo de ovelha curado, de pasta macia e amanteigada. Para completar, não saia de lá sem provar um pastel de santa clara. A receita nasceu no Alentejo há 250 anos e ganhou o mundo. Pecado é voltar ao Brasil sem provar um!

 
Foto: Shutterstock
A beleza de Porto
TRÁS-OS-MONTES

Região que fica ao norte de Portugal, quase na divisa da Espanha. É lá que fica a cidade de Chaves e outros pequenos lugarejos tão singelos que conservam até hoje a arte de assar o pão em um forno comunitário, já que nem todos os moradores têm um forno à lenha em casa. Conheci a aldeia de Póvoa Dão, que fi ca na freguesia de Filgueiros. Era um povoado abandonado, com casas de pedra e hoje se transformou em um resort acolhedor.

COIMBRA

Terra da tradicional Universidade de Coimbra, os estudantes passam pela Praça da Canção usando suas togas pretas como antigamente. É uma cidade alegre e animada, com muitos cafés e bares. Tem também, perto dali, delícias regionais, como o Leitão da Bairrada e os maravilhosos Pastéis de Tentúgal. Para atestar esse delicioso pastel de massa folhada recheada com doce de ovos, saiba que o povoado foi eleito uma das Sete Maravilhas da Gastronomia Portuguesa.

SERRA DA ESTRELA

Quem gosta de História, como eu, vai se encantar com o Museu do Descobrimento, que fica na cidade de Belmonte, onde nasceu Pedro Álvares Cabral, justamente o primeiro navegante estrangeiro a desbravar o Brasil. Mas quem prefere esquiar vai se surpreender com as pistas da Serra. E, para depois de um dia de muito sobe-e-desce montanha, nada melhor do que se aconchegar ao redor de uma lareira acesa e provar o famoso Queijo da Serra da Estrela, um dos mais gostosos que já provei na vida.

ÓBIDOS

Linda cidade de casinhas de pedra e toda murada. Em junho é realizado um festival medieval, onde todas as pessoas passam a usar os trajes da época. Não deixe de provar a Ginjinha, um licor de cerejas que é feito na região. Para mostrar que você sabe das coisas, peça a sua dose “com elas” e, assim, receberá, além do licor, as frutinhas bem-curtidas. Só não abuse porque a danada “sobe”!

FÁTIMA

Sinto um clima mágico toda vez que piso em Fátima, essa cidadezinha que transborda fé. Se puder, programe sua viagem para o mês de maio e esteja lá entre os dias 12 e 13. Isso porque no dia 12, peregrinos realizam exatamente à meia-noite a Procissão das Velas pelas ruas da cidade. No dia 13, quando se comemora o aniversário da data em que três crianças portuguesas afirmam terem visto a imagem de Nossa Senhora no local do Santuário, em 1917, há missas e adorações para os fiéis. Depois de visitar o Santuário é justo e divino que você prove o bacalhau da Tia Alice. É só perguntar pelo restaurante dela na cidade. Todo mundo conhece.

ILHA DA MADEIRA

Essa é uma região para ser vista de cima. Prepare o fôlego e as pernocas para andar em direção aos picos dos montes mais altos do local: o do Areeiro, o do Ruivo e o Das Torres. Uma malhação compensada por uma vista de tirar o fôlego. O mais divertido, confesso, é descer as ladeiras em um cesto. É como se fosse um carrinho de rolimã. Aventura pura! Para recompor as energias, não deixe de provar um pão muito tradicional chamado Bolo do Caco, servido quentinho, com uma manteiguinha. Vale todas as calorias.
Conheça outras edições do Grupo Estilo
Loja da Ana
© 2012 Site Revista A - Ana Maria Braga • Duetto Editorial • Todos os direitos o reservados.
Site desenvolvido por Departamento Multimídia • Duetto Editorial.