Revista A Ana Maria Braga
Clique e assine a Revista A
Vida PrŠtica - Tecnologia

Celular na água? Tem solução!

Dicas para não ter que dar adeus a seu fiel companheiro se ele estiver molhado

Amanda Garcia
Foto: Shutterstock
Se você nunca ouviu o temível “ploft” do seu celular caindo na água, considere-se uma pessoa de sorte. Fatalmente já aconteceu com você ou com alguém que conhece. Pior ainda é quando a tal água é da... privada! Mas nem tudo está perdido. Quando o aparelho molha, independentemente de ser no vaso sanitário, pia, chuva ou no próprio mar, há algumas dicas – que funcionam de verdade! – que podem ser seguidas na tentativa de salvar o telefone.

1. Putz, caiu. Ok, aconteceu o impensável. O importante é reagir imediatamente, deixe o choque para depois. Retire o aparelho da água o mais rápido que conseguir. Dez segundos são suficientes para causar um belo estrago.

2. Tão importante quanto retirar o celular da água é desconectar a bateria dele. Isso porque é essencial cortar toda a fonte de alimentação do aparelho (isso vale para qualquer eletrônico).

3. Retire o cartão SIM. O chip do celular que armazena os seus dados mais importantes, como a agenda com os números de telefone dos contatos, serve justamente para isso. Ele funciona em qualquer aparelho e, se você for rápida o sufi ciente, dificilmente sofrerá danos com a água. Na pior das hipóteses, é possível utilizá-lo em outro aparelho. Seque-o com uma toalha ou um guardanapo.

4. Se o aparelho entrou em contato com água suja ou salgada, é necessário lavá-lo com água limpa ou, melhor ainda, destilada, já que esta não causa oxidação.

5. A pressa é inimiga da perfeição. Não adianta, você deverá esperar por pelo menos 24 horas até tentar ligar o aparelho novamente. Enquanto aguarda, uma dica de ouro: coloque o celular em um saco de arroz. Parece simpatia, mas funciona. O arroz é capaz de absorver toda a umidade.

6. Passado o tempo necessário, tente ligar o celular. Se não der certo, espere por mais 24 horas. Caso continue sem surtir efeito, leve o aparelho a uma assistência técnica e jamais tente aquecê-lo com secadores de cabelo e afins: há risco de explosão!

 

 
Conheça outras edições do Grupo Estilo
Loja da Ana
© 2012 Site Revista A - Ana Maria Braga • Duetto Editorial • Todos os direitos o reservados.
Site desenvolvido por Departamento Multimídia • Duetto Editorial.