Revista A Ana Maria Braga
Clique e assine a Revista A
Casa - Criança

Com quem deixar os filhos?

Babá, escolinha ou avó: quem cuida dos pequenos enquanto trabalhamos?

Cinthia Dalpino
Foto: Stock.xchng
A maioria das mães passa por esse impasse assim que termina a licença-maternidade. Segundo a educadora dinamarquesa Helle Heckmann, que recentemente palestrou aqui no País, “deve-se dar atenção ao cuidado especial, à atividade adequada, à alimentação correta e ao ritmo de sono da criança”. Mas outros fatores contam na hora da escolha. Veja os prós e os contras:

Escolinha: tem infraestrutura adequada e profissionais especializados em cuidados infantis, mas se o ambiente não for acolhedor, a criança pode não se sentir segura. Além disso, algumas mães ficam frustradas com algumas rotinas estabelecidas pela instituição, com as quais não concordam.

Babá: a criança fica dentro de seu próprio espaço, tornando a transição mais tranquila, porém muitas vezes há a dúvida sobre o tratamento que a profissional vai dar ao pequeno, caso ela não seja conhecida. A saída é contratar alguém de confiança e com boas referências. Se decidir instalar câmeras para vigiá-la, é preciso que a babá esteja ciente disso.

Vovó: ela tem amor pra dar e vender, é confiável e vai fazer tudo para a criança ficar feliz, mas os conflitos com a mãe ou a sogra são inevitáveis e podem trazer um desgaste na relação. Como, na maioria das vezes, é uma ajuda não remunerada, as cobranças da mãe não têm o mesmo impacto e não são respeitadas pelas avós.
Conheça outras edições do Grupo Estilo
Loja da Ana
© 2012 Site Revista A - Ana Maria Braga • Duetto Editorial • Todos os direitos o reservados.
Site desenvolvido por Departamento Multimídia • Duetto Editorial.