Revista A Ana Maria Braga
Clique e assine a Revista A
Beleza

Cada olheira, uma sentença

A dermatologista Carolina Ferolla indica o tratamento ideal para cada tipo de olheira. Qual é a sua?

Cáren Nakashima
Shutterstock
*Constitucionais: acastanhadas e fundas em função do formato da face. “Muito comum nas etnias indiana e árabe. Os tratamentos para suavizá-las são geralmente lentos, por isso, o laser e preenchimento com ácido hialurônico são boas opções”, recomenda.

*Melânicas: acastanhadas, podem ser causadas pelo acúmulo de melanina, excesso de sol ou estímulo hormonal. “Para tratá-las, escolha procedimentos de despigmentação, como a luz pulsada”, sugere Carolina Ferolla.

*Sanguíneas: arroxeadas e escuras, aparecem devido ao excesso de pigmento sanguíneo. Procedimentos que favoreçam a microcirculação e ajam como quelantes de ferro (que tira o excesso do mineral do tecido), como alguns lasers, são capazes de suavizá-las.

*Vasculares: azuladas, surgem por causa da retenção de líquidos e pioram com estresse e cansaço. Para mandá-las embora, vá de tratamentos que estimulam a microcirculação, como drenagem local com bioflavonoides.
Conheça outras edições do Grupo Estilo
Loja da Ana
© 2012 Site Revista A - Ana Maria Braga • Duetto Editorial • Todos os direitos o reservados.
Site desenvolvido por Departamento Multimídia • Duetto Editorial.